Olimpíada Brasileira de Astronomia e Olimpíada Brasileira de Matemática
Desde 1998 a Olimpíada Brasileira de Astronomia descobre talentos e promove campeões. O evento, que é aberto para escolas públicas e privadas, ocorre dentro das próprias escolas e oferece um certificado aos participantes ao final da fase. Este ano, a OBA aconteceu dia 13 de maio e os alunos da Escola da Ilha participaram com muita animação.

Os destaques foram Lucas Pinho Magno, Cauet de Abreu Pincinara e João Pedro Valentim Gama no nível 1, Bruno Verassim Mendes, Tales Ferracioli e Vitor Boldrini, no nível 2 e Igor Manhães da Silva, Gabriel Tretel e Igor Santos Neves, no nível 3. Parabéns!

Todos os alunos participantes foram muito bem e tiveram um ótimo desempenho, obtendo resultados muito bons. Ano que vem tem mais!

Aproveitando que o assunto é olimpíada, aconteceu esse final de semana, dia 17 de junho, a primeira fase da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM). A Olimpíada é realizada anualmente e esta já é sua 32º edição! O evento é dividido em três fases e a última acontece em outubro. Acompanhe o calendário da OBM:

Calendário 33ª Olimpíada Brasileira de Matemática:

Níveis 1 - 2 e 3
Primeira Fase: sábado, 18 de junho de 2011
Segunda Fase: sábado, 03 de setembro de 2011
Terceira Fase: sábado, 15 de outubro, (níveis 1, 2 e 3)
domingo, 16 de outubro, para os níveis 2 e 3 (segundo dia de prova).

Nível Universitário
Primeira Fase: sábado, 03 de setembro de 2011
Segunda Fase: sábado 15 e domingo 16 de outubro de 2011

 
 

Antes que a adolescência passe
AVida de adolescente é mesmo complicada. Mesmo com todos os problemas pelos quais passam, amor, diversão, descanso e confusão, não deixam de fazer parte da vida desses jovens que a cada dia percebem que há muito o que aprender. Pensando nisso, a professora da Escola da Ilha-Florescer Isabelle Viveiros Lourenço, levou seus alunos do 8º e 9º anos para acompanhar uma sessão de cinema do filme “Antes que o Mundo Acabe”, da cineasta gaúcha Ana Luiza Azevedo.

O longa metragem, conta a história de Daniel, um adolescente que passa por diversos problemas muito comuns e tem que lidar com uma namorada complicada, um amigo que é acusado de roubo e a vontade de sair da pequena cidade onde vive. O garoto vê uma chance de mudança quando recebe uma carta do pai, que ele nunca conheceu. Diante de todos esses acontecimentos, Daniel deve tomar suas próprias decisões e é forçado a amadurecer para aprender a lidar com as questões apresentadas a ele.

Segundo Isabelle, o filme foi escolhido pois aborda questões importantes da adolescência como ética, amizade, álcool, mudança de humor, etc. “Antes de irmos eu passei um roteiro, uma lista de coisas que achei interessante e que gostaria que os alunos observassem durante a exibição. Além disso, pedi para cada um se colocar no papel da personagem principal para que, no final, pudéssemos discutir qual decisão cada aluno tomaria se fosse o Daniel do filme”, contou a professora.

O longa superou as expectativas dos adolescentes. “Apesar de não ter me identificado com nenhuma das situações que a personagem principal vive, eu tenho amigos que já enfrentaram algumas questões iguais as do filme. Achei legal os adolescentes terem os pés no chão.” Comentou Lydia Spinassé, 13 anos, aluna do 9º ano.

Após o filme, os alunos promoveram um debate na sala de aula e discutiram os pontos relevantes do filme.