Participe do concurso que irá escolher um nome para este informativo
Você notou que este boletim online ainda não tem nome, certo? Pois quem irá decidir como ele vai se chamar será você. Isso mesmo! A Escola da Ilha-Florescer lança, a partir de hoje, um concurso para escolher qual o melhor nome. Reúna a família, convide amigos e vizinhos e coloque todo mundo para explorar a criatividade que tem. As sugestões devem ser enviadas pelos alunos para o e-mail marketing@florescer-ilha.com.br até o dia 15 de outubro, acompanhadas de uma justificativa.

Das dicas recebidas, uma comissão julgadora – formada por representantes pedagógicos, administrativos e de marketing, além dos alunos do grêmio – irá selecionar três opções. Estas estarão disponíveis no site da Escola para votação em uma enquete, durante quinze dias.

Confira algumas características importantes do informativo que vão dar uma forcinha e lhe ajudar nesse desafio:
- O boletim tem como objetivo divulgar os eventos, passeios, e visitas de estudo super legais que a Escola promove;
- A periodicidade será mensal, ou seja, todo mês você receberá um e-mail com este boletim, recheado de informações quentinhas;
- Alunos, famílias, colaboradores e parceiros da escola receberão o informativo via e-mail.

Fique à vontade para escolher um nome bem descolado. Quanto mais nomes você enviar, mais chances terá de ganhar. Caso ocorram sugestões repetidas, valerão as primeiras que forem enviadas. O vencedor vai ganhar um prêmio muito especial e terá o nome publicado na segunda edição do informativo. Acompanhe e participe do concurso.

Mãos a obra e boa sorte!

 
 

Educador de destaque internacional participará do Congresso de Pais 2010
A Escola da Ilha-Florescer ainda está em ritmo de comemoração de seus 25 anos. E, por isso, promove a edição do Congresso de Pais deste ano de maneira diferente e especial. Por meio de parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Sedu) e apoio da Rede Gazeta, a instituição trará ao estado o educador português José Pacheco.

Para atender a agenda do palestrante, o evento será realizado no dia 18 de outubro (segunda-feira), às 19 horas, no auditório da Rede Gazeta, em Bento Ferreira, Vitória. Durante 30 anos, José Pacheco foi professor e gestor da ‘Escola da Ponte’, em Portugal. O espaço se tornou referência em educação e qualidade, tendo sido, inclusive, matéria em diversos jornais e revistas nacionais.

De acordo com Cecília Oliveira, diretora geral da Escola da Ilha, a preferência pelo palestrante se baseou no sucesso da ‘Escola da Ponte’ e a revolução em uma série de padrões estabelecidos que esta proporcionou à área educacional. “Trata-se de uma iniciativa que conseguiu inovar com qualidade. José Pacheco, que é o mentor e idealizador do grupo, irá abordar como essas alternativas podem ser trabalhadas pela escola no quesito avanço”, destaca. Interessados poderão se inscrever pelo site ou pelo telefone 3324-5700. As vagas são limitadas.

História
Especialista em Música e em Leitura e Escrita, José Pacheco é mestre em Ciências da Educação pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. Coordena, desde 1976, a Escola da Ponte, da qual é idealizador, instituição que se notabilizou pelo projeto educativo inovador, baseado na autonomia dos estudantes.

 
 

Programação diversificada para o semestre
O segundo semestre de 2010 está movimentado na Escola da Ilha-Florescer. São diversas visitas, expedições científicas e atividades já realizadas nas últimas semanas e programadas na agenda para os próximos dias. Para ficar por dentro do que tem acontecido e vai acontecer, não deixe de acompanhar o site da Escola, bem como os perfis no Twitter e Orkut. Abaixo, você fica por dentro de algumas saídas de estudo. Confira:

Visita zen
Para visualizar na prática os conteúdos abordados nas aulas de Geografia, o 9° ano participou de uma visita de estudos diferente. Eles foram ao Mosteiro Zen Budista, em Ibiraçu, no dia 1° de setembro. Lá, tiveram contato com diferentes ecossistemas, aprenderam mais sobre o budismo e sua filosofia, além de estabelecerem uma relação do local com as práticas e cultura da região do Tibete, temas de estudos da turma.

 “É mais uma forma que encontramos para desenvolver a consciência ecológica desses estudantes. Sem falar na oportunidade que eles têm de conhecer culturas diferentes, fortalecendo o respeito e despertando a atenção para o conceito de diversidade”, classifica Teresa Spinassé, coordenadora do Ensino Fundamental II.

Conhecendo mais sobre Einstein
A Escola da Ilha comemora que a cidade de Vitória esteja frequentemente inserida no circuito de várias mostras culturais. Como é o caso da exposição “Einstein”, que acontece no Palácio do Governo e que busca unir arte, educação e pesquisa. É importante destacar que o Grupo Sangari – parceiro da nossa escola há quatro anos na assessoria da área de Ciências, com formação de professores e materiais didáticos e de laboratórios – é quem traz a importante mostra para a capital.

As visitas foram realizadas nos dias 20 e 31 de agosto, com alunos do 6° ao 9° ano e 3° ao 5° ano, respectivamente. No local, os alunos tiveram a oportunidade de conhecerem mais sobre a história de Einsten, sua formação acadêmica, descobertas e vida pessoal. Com o intuito de aprimorar conhecimentos e trabalhar com os alunos, antes e após a visita, a equipe da Escola, antecipadamente, recebeu curso de formação sobre o tema.

Cultura capixaba
O projeto “Com um pé na África”, desenvolvido com o 3° período da Educação Infantil, está a todo vapor. Com o objetivo de experimentar concretamente o tema – o uso do barro/argila na confecção de utensílios e artesanato – a turma fez uma visita à sede da Associação das Paneleiras de Goiabeiras, em Vitória, no último dia 26.

Lá, além de conhecerem sobre o trabalho das paneleiras, os alunos participaram de uma oficina de confecção do material e tiveram contato com símbolos da cultura gastronômica do nosso Estado: a própria panela e a moqueca capixaba.

A coordenadora pedagógica da Educação Infantil, Maria Patrícia Figueiredo de Almei, conta que a saída foi muito proveitosa. “Fomos recebidos por um rapaz chamado Rogério, filho de uma das paneleiras. Ele nos explicou todo o processo de fabricação das panelas de barro. Em seguida, cada criança ganhou uma quantidade de argila para confeccionar a própria panelinha. A turma participou de todas as etapas. Foi ótimo! Era nítido perceber que todos estavam se divertindo muito e aprendendo ao mesmo tempo”.

Veja mais fotos.

 
 

Voz da Escola: primeira edição de 2010 ganha cara nova e faz sucesso entre os alunos
O Jornal Voz da Escola, produzido por alunos da Escola da Ilha-Florescer, está diferente. A primeira edição de 2010, já foi distribuída para todas as turmas com algumas novidades. Desta vez, o informativo está disponível no site em versão colorida, além de contar com nova diagramação, desenvolvida pelo designer e ilustrador Sândalo Barbosa.

“Abordamos uma proposta que brinca com o universo adolescente, por meio de traços manuais complementando imagens mais elaboradas. São desenhos que lembram os rabiscos que essa turma faz em mochilas, cadernos, tênis e em qualquer espaço que encontram para expressar um pouco do que pensam e sentem”, explica.

Para Poliana Coan, responsável pela oficina que produz o jornal, o envolvimento dos ‘alunos jornalistas’ foi exemplar. “Eles se empenharam muito para que a primeira edição deste ano fosse tão especial quanto as outras. E conseguiram, pois a qualidade das matérias está ótima”.

Cecília Ladeira Gomes e Pedro Oliveira Madeira Abad, ambos do 7° ano, e Isabella Colodetti, do 6° ano, contam que se divertiram muito na confecção de mais um Voz da Escola. “A seleção dos assuntos se baseou nos temas de que mais gostamos. Foi muito animado! É mais um espaço que temos dentro do Colégio para mostrar um pouco do nosso mundo”, avaliam.

E não são apenas os estudantes que participam da oficina que aprovaram as mudanças. As amigas Isabella Chamoun, Ivelize Altoé, Ana Zon e Vitória Dias, todas do 5° ano, adoraram as novidades. “O novo estilo do jornal ficou incrível! Também gostamos dos assuntos escolhidos. Os textos estão divertidos e bem legais de ler”.  
Confira a nova edição do Voz da Escola.

 
 

Dia da Família reúne mais de 400 pessoas em super festa na praia
Depois de muitos dias de frio e céu nublado, o tempo virou a favor do Dia da Família e fez com que a manhã do dia 21 de agosto, que comemorou os 25 anos de aniversário da Escola da Ilha-Florescer, estivesse ainda mais bonita. Cerca de 400 pessoas prestigiaram a festa, que foi realizada em parceria com a empresa Domínio Corporal, no Restaurante Estação Primeira de Manguinhos, na Praia Ponta dos Fanchos, em Manguinhos. A programação envolveu mais de dez atividades, como pêndulo, frescobol, contação de histórias, escultura na areia, arvorismo, surf entre outras.

“Ficamos muito contentes com a presença de todos. Preparamos isso tudo com muito carinho para que pais e filhos tivessem momentos inesquecíveis juntos!”, comentou Cecília Oliveira, diretora geral da Escola. Após dar as boas vindas e agradecer aos patrocinadores, a diretora convidou a todos para um alongamento na praia com a professora de Educação Física da Florescer, Lúcia Helena Bastos Sielemann.

Os colegas Carlos Eduardo Sossai, Paulo Jacques – ambos do 9° ano – e André Rosetti, do 6° ano, aproveitaram o intervalo da oficina de futebol para entrar no mar. “Aqui é muito divertido, ainda mais com um sol desses! O amarelo tomou conta da praia, por causa da cor dos abadás. Adoramos essa iniciativa da escola de fazer uma festa tão diferente, em um espaço tão legal e com oficinas que nunca tivemos em outro evento”, contaram.

Luana Abaurre e Luiza Puppin, do 7° ano, curtiram, e muito, o clima de praia. “Fiz a minha inscrição para participar da oficina de surf. Ficamos muito contentes, pois a escola atendeu a um pedido nosso”, afirma Luana. A amiga Luiza, mesmo com o dedo fraturado, não deixou de ir ao evento. “Improvisei uma proteção com um plástico e, é claro, também vou participar das atividades, já que tenho opções como o Rally Fotográfico”.

A turma da cama elástica também estava empolgada. Laura Furieri Cani, do 4º período, e Helena Borgo da Cunha Lima, do 3° período, riam à vontade. “É muito legal brincar aqui!”, exclamaram. Para a professora Carolina Ferreira Pagani, o cuidado em oferecer atividades para todas as idades facilitou na interação. “As oficinas não estão destinadas apenas aos maiores, os mais novinhos também contam com várias opções para se divertirem”.

E, o que os pais acharam da festa?
Maria Célia Copollio, mãe do aluno do 6º ano Ricardo Copollio, havia acabado de chegar. “Só pela entrada já deu para perceber que se trata de um super evento. A animação das famílias e o espaço me chamaram muito a atenção. Estamos ansiosos para participar das oficinas”, disse.

Já Cláudia Vieira, mãe de Bruno Vieira Martins, do 7° ano, e Marília Pelluzzo, mãe de João Pelluzzo e Bruna Pelluzzo, dos 7° e 9º anos, respectivamente, aguardavam o grupo que estava no mar pegando altas ondas. “As crianças estão animadíssimas. Está tudo muito lindo!”, avaliou Marília. Para Cláudia, um dos pontos altos foi a oportunidade de contato com a natureza. “Achei incrível essa possibilidade de interação com o meio ambiente”.

Do alto da tirolesa, Luca Galdio deu um ‘tchau’ para a mãe Lylian Galdio. Ela, proprietária das lojas Puc do Shopping Vitória e Praia do Canto – patrocinadoras do evento –, aprovou a iniciativa. “O espaço é ótimo e muito gostoso. Sem falar na proximidade com o mar e a natureza. Outro ponto que também gostei foi a opção de aventura nas atividades, priorizando a segurança. A escola está de parabéns! Fico muito feliz em ter contribuído com um evento cujo objetivo é tão nobre: a integração entre as famílias”. 

Vai ficar na memória!
Para encerrar a festa, a Escola ofereceu um relaxamento na praia, novamente sob coordenação da professora de ioga Laurie Ann Chin, mãe do aluno Caio Chin Ferreira, do 7° ano. Em seguida, todos participaram de um delicioso lanche coletivo e aproveitaram para cantar parabéns para a Florescer e os aniversariantes do dia. “Certamente, é uma ocasião que vai entrar para a história da Escola e memória das famílias”, completou Cecília Oliveira.

Por fim, as coordenadoras Teresa Spinassé e Raquel Mangia promoveram gincanas animadíssimas para sortear vários prêmios, como uma cesta de produtos da loja Mercatto, um kit infantil no valor de R$ 150,00 da loja Puc, kits de granola, aulas de surf com a Domínio Corporal, além de livros de poesias do Restaurante Estação Primeira de Manguinhos. A brincadeira movimentou não só a garotada, mas pais, avós, tios. Para levar a recompensa, o desafio foi encontrar alguém com uma chupeta, um livro, o maior chinelo da praia, o cabelo mais comprido, moedas de um centavo... Dá para imaginar a correria animada, não é mesmo?

Veja fotos do Dia da Família. E se você também fotografou o evento, mande as fotos para nós pelo e-mail marketing@florescer-ilha.com.br. Iremos divulgá-las no site da Escola.